Jean Leutprecht assume cadeira na Assembleia Legislativa de SC
17 de julho de 2015
CREF3/SC promove encontro de Estudos de Ética profissional
7 de agosto de 2015

CREF3/SC promove palestra ?Esporte enquanto ferramenta de formação?

O “Esporte enquanto ferramenta de formação” foi tema de palestra ministrada pelo profissional de Educação Física Georgios Stylianos Hatzidakis (CREF 000688-G/SP), também conselheiro do CONFEF, promovida pelo CREF3/SC na tarde do dia 26 de julho, durante os Joguinhos Abertos de Santa Catarina, em Itajaí. O objetivo foi orientar, capacitar e aperfeiçoar os profissionais de Educação Física e gestores do esporte. 

O presidente do CREF3/SC, Eloir Edílson Simm (CREF 000251-G/SC), abriu o encontro destacando a importância de se promover a qualificação profissional. Já Michele de Souza (CREF 003064-G/SC), conselheira do CREF3/SC e presidente do Conselho Estadual de Esporte – CED, levantou a gestão do esporte como um ponto de discussão para o aprimoramento do esporte catarinense. Juntos, destacaram a união das forças para fazer com a Educação Física seja o alicerce para o fortalecimento do esporte em Santa Catarina.

O conselheiro federal Wagner Domingos Fernandes Gomes (CREF 000035-G/RJ) representou o CONFEF e se mostrou bastante satisfeito e impressionado com a construção e estruturação desse tipo de conversa entre instituições. “A qualidade do discurso que encontrei no CREF3/SC estimula a área e cria multiplicadores de ideias para melhorar a Educação Física como um todo”, destacou. Sobre o tema da palestra, foi incisivo: “precisamos fomentar o planejamento estratégico no esporte para fortalecer a gestão esportiva para se criar uma continuidade”.

Georgios afirmou que o desenvolvimento profissional é fundamental para que o profissional de Educação Física e a profissão se potencializem. “Debater, mudar a opinião e discutir gestão são aspectos fundamentais para a evolução do esporte no país”. Durante a palestra, destacou fundamentos importantes. “Os valores do esporte que transmitimos devem ser educacionais. Precisamos potencializar os atributos positivos desde a iniciação esportiva, já que o esporte sempre veio da escola no Brasil. Temos que pensar no legado esportivo que estamos deixando e aproveitar ao máximo para utilizar o esporte como instrumento de educação para o desenvolvimento de competências indispensáveis à vida pessoal, social e produtiva dos indivíduos”, reforçou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *