cref3sc-participa-da-conferencia-internacional-de-gestao-do-esporte
CREF3/SC participa da Conferência Internacional de Gestão do Esporte
28 de outubro de 2016
convite
Audiência Pública vai debater a MP de reforma do Ensino Médio
1 de novembro de 2016

CREF3/SC lamenta o cancelamento do JASC

cref3sc-lamenta-o-cancelamento-do-jasc

cref3sc-lamenta-o-cancelamento-do-jascO CREF3/SC lamenta o cancelamento dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), edição 2016. O JASC é o maior evento poliesportivo do Estado e fundamental tanto para o esporte quanto para a Educação Física catarinense.

Os profissionais de Educação Física de Santa Catarina, representados por este Conselho, orgulham-se por atuarem num Estado que revela atletas em competições tradicionalmente realizadas em todas as categorias, como JESC, OLESC, PARAJESC, Parajasc, Joguinhos e outras. É fundamental, nesse sentido, assegurar o cumprimento do calendário anual de competições, a orientação de profissionais de Educação Física habilitados e a organização das competições pelos órgãos competentes. Ao mesmo tempo em que reconhecemos as instâncias de decisão, estamos solidários aos atletas, profissionais de Educação Física, técnicos, dirigentes esportivos e tantos outros envolvidos no esporte que se prepararam o ano todo para a participação nos Jogos e de um momento para outro veem todo trabalho e esforço serem desconsiderados. Apesar do imprevisto climático, acreditamos que é necessário um plano estratégico para viabilizar os eventos esportivos apesar das fatalidades que possam acontecer. É necessário que tenhamos municípios capazes de sediar os eventos em curto espaço de tempo.

A política esportiva catarinense necessita da implementação de ações claras de investimentos do Estado no esporte, no trabalho de base, nos eventos escolares, de participação e de rendimento, na descoberta e valorização de atletas de excelência através de programas como o bolsa atleta, além de maior efetividade política da FESPORTE e SOL e, ainda, maior transparência na aplicação dos recursos do fundo do esporte

Os jogos precisam ser garantidos. Fica a preocupação que eventos como o JESC, Parajasc, OLESC, Joguinhos e outros possam ser cancelados futuramente, até mesmo por outras razões. Essas decisões envolvem questões de desemprego, continuidade em trabalho técnico das equipes, corte de bolsas a atletas e tantos outros prejuízos aos municípios que investem o ano todo. O esporte catarinense necessita de maior atenção.

Irineu Wolney Furtado
Presidente do CREF3/SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *